29.10.16

lendo focault

aquela impressão deliciosa de que ele separou um baseado (ou drugtrend que o valha, em parrí) para fumar antes de cada texto que escreveu na vida;
que apresentou seu trabalho para um professor completamente chapado, que o aplaudiu pelo tamanho de sua viagem e o consagrou genio;
que o adicionou no programa de leituras das novíssimas disciplinas;
que alunos completamente chapados leram todos 2 de suas primeiras páginas, e passaram a debatê-lo sem terminarem nenhum de seus milhares de textos dispersos em obras com nomes fashionérrimos (pq parrí);
focault rindo em boates gays de todo o desfrute de sua recém adquirida fama de o novo aristóteles do século xx, o cara que ng lê, todo mundo cita, ng entende e todo mundo ama;

isso é o que eu sinto lendo focault

Nenhum comentário: