23.12.14

dark inner siiiiiiiiiiiiide

fuck fuck fuck I scream myself as if to memorize
not its meaning
but its function

i have to lit a cigarette, a habit which I had so proudly given up before the beginning of this month, in order to contain this need of solving all problems at once

it's been two years since i moved out to face the dark, inner side of the soul,
trying to find inspiration in the poets, who seem to be the only ones tho managed to manage solitude without becoming fucking monks.
the poets, they just hang around, they come across random muses, and they ignore time, space or context to spend the longest possible with them. they ignore the dirty of the ashtrays, the roughness of their wallets' leather, the lack of a laundry, solely taking advantage of what's good.
they shake to avoid thinking.

books pile up around, pretty interesting phenomena,
they're like weed on the surface of searocks,
they keep growing by themselves,
except, of course, they are not alive,
they aren't on their own will,
they're on mine.

same happens to records, lps and cds
spotify released me from downloading
i'm no longer a criminal!

two years is a lot,
I now, who'd tell, breed spiders under this very roof

my neighbours, they hate me, and i love them
for two years they have been made victims of home renting industry who has put me in here through a refirmed contract of one and a half year

i've learnt bureaucratic shit
i've learnt shit may take time to happen
i've learnt shit happens faster to some ones
i've learnt you won't have your shit done unless you sit down and do it
oops

i still have one more
and then, who knows where the fuck i'm gonna end up in

this is was an unbelievable fuckin individual mess
to every fuckin one i know!
for the most divergent reasons availuable in this god damned planet

there are towells hanging, and peed clothes waiting to be washed in the bucket, there is crappy tv, and a very impatiaent old lady who can't stand sexual interaction 3m under her very bed

i've learnt mute fuck
i've learnt laying the mattress on the floor

i even dressed as a spider

before it ends, impressive acts of the year

raveonettes - pea'hi
mastodon - one more 'round the sun
chet faker - built on glass
killer be killed - killer be killed
calvin harris - motion
afghan whigs - do the beast


and i wish i put myself on that list buuuuuuuuuut
i've learnt shit may take time to happen

so life has proved again to be an extention of my teenages
a big fuck all disguised in attempt and effort

in two years, the river wind is still the best thing around

my first adult christmas: no christian affection of any sort
my first adult vacation: not working is just the best feeling in the world

HASTTTTTTTTTTTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

4.12.14

O meu referencial de amor

O meu referencial de amor, que dor, se foi - a minha cama amanheceu vazia, amparada pela luz de um meio dia que  anos havia te via despertar (solene e doce).

o substrato dessa linda poesia me deixou, linha por linha até que não restasse mais nada do que sou

As vezes tudo o que quero é o som da chuva forte pra retardar o silêncio opressor do pensamento.

Mas n hj

31.10.14

and as a gag

we're all fucked up

16.10.14

finalmente um aceno

olá,

(hoje,) rapidinhas. (com emphase na pontuação)

o menu iniciar do windows 8 é tão tenso que, pela primeira vez, prefiro ícones na área de trabalho.
sumi e voltei com ele. meu app do netflix n fumciona. #servepraque

a brisa é fresca porque choveu pedras que invadiram minha sala de estar (que é a mesma que o meu quarto), levando-me ao rodo às 3:20 (rezando pra que fosse 4) de uma casa já (mal) faxinada acerca de horas antes. leve, embora carregada (de significado?). hoje o céu está prateado (como o surfista). acordei cedo e obcecado (palavra que odeio pq dificílima graphia), cravejado de dor de cabeça oriunda das vias oculares, que tão logo acordei foram embebidas no frasco de soro fisiológico. marquei 4 horas de estúdio semana que vem. se pá 6. se pá as últimas antes da master. ou não. meus instrumentos estão por aí, por todo lugar, mas não pego nenhum. sento, volto aos textos. tanta coisa pra dizer sobre tudo, como sempre, mas ao mesmo tempo, tanta vontade de ignorar tudo e todos e viver numa ilha particular (que na verdade venho projetando a alguns anos. ela recebe o nome de santa luzia, fica na porção africana do oceano atlântico, e recebe esse nome por causa de santa luzia, a santa que curou umas visões prejudicadas ae, e sem soro. o lugar tem outras particularidades qeu um dia posto aqui) onde, de período em período, eu receberia amigos íntimos, visitantes e outras pessoas cansadas das mazelas continentais.

o que dizer das eleições, por exemplo, pra começar por algo inestimável a qualquer leitor? aílma e décio, o que todos sabiam que aconteceria desde que ambos se candidataram. houveram os que temeram marina, e em 2014, 10 anos depois de eu ter acesso à banda larga (embora rapeize já tivesse), viu-se que a internet pode ser uma ferramenta de uso empírico (quando em conjunção com outros meios de comunicação, como a tv por ex) quanto um oceano de aleatoriedade (algoritmo aqui). houve mais destaque para todos os candidatos (pela primeira vez lembramos o nome de todos? eduardo jorge, levy fidelix, luciana genro, pastor everaldo, marina, dilmao e cherécio.
meu comentário sobre as eleições não me diz muito sobre política, necessariamente. mas claro que falar de política necessariamente remonta/projeta/está imbuído de imposição discursiva/ideológica/plurissignificativa/decentralizada/pós-moderna (definição de pós moderno: um gay casado com uma lésbica, organge is the new black? hahahahaha), mas aí deixo esse comentário pro leitor. meu comentário sobre as eleições é mais sobre o poder combativo do discuros que se apóia em figuras (auto)pré-eleitas a darem vazão (literalmente) para um debate-inundamento de um vazamento de experiência contida num container de esquecimento e dessensorialização.
é claro que eu não queria falar nesses termos, mas tenho achado que, ultimamente, tem faltado seriedade na minha vida. experiência. dessensorialização. discurso.
é pq virou uma guerra de: quem leu mais o conteúdo, quem lembra de mais história, quem se preocupa mais com um aspecto específico de um governo, quem sabe mais urucas dos dois candidatos, sendo que o conteúdo eminentemente político é francamente minimizado à uma indiferença discursiva (desculpa) totalmente reducionista, comparatista e revanchista (desculpa) e com apelo retórico na mais articulista das possibilidades (desculpa desculpa desculpa). tudo isso como desclupa para (me retrato com o desleixo) falar pra caralho.
(como eu)
#décio15 #aílma 43

gente tá chovemdo mil litros (n sei contar)

pra falar de dia da criança, adorava as palavras pluvial e fluvial e tudo que tivesse a ver com chuvia
agora são 12:22 (torcendo pra que fosse 4) e eu preciso atravessar uma tempestade até a zona sul.
é engrassado pq
minha casa e meu trabalho ficam ambos meio que numa rua paralela à costa do guaibão
que tá bem molhado
e de lá pra cá vem um vento
que é uma pena eu n poder fotografar
a curva do vento pela chuva
bem pluvial, assim.
bem fluvial.

antes caiu um raio e com ele a internet,
assunto de que falo bastante em aula, até! , ! , ! , ! , ! , ! , ! , ! , ! (klapauscius) , ! , ! , ! , ! (na vida) ,


vai cair o mundo em porto alegre.

adeus!

22.8.14

staaaaaaay dont u goooooooooo

heeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeey




vamos começar pelo fto de q é uma woooorkstation, where u staaaaay workin.

mais cedo hj pensei se escrever é fuçar corretamente, a vida tb deve ser chafurdada de um modo a rigor no minimo vantajoso.
digitar com uma mao por exemplo assim,
n é

n sei oq vc tm q fazer agr,  mas que tarde de sol brutalmente linda.
esse ano estou afim de feira do livro como estive em 2007 ou 2008, com sol, gente linda, livros legais e tempo para lê-los.
estou feliz pq o sol já veio.

agora tipo, se eu botar uma hashtag e escrever bermuda
a internet vai se encarregar de agrupar um nicho de pessoas interessada no assunto bermuda por qualquer motivo
?
sensacional, when it comes to advantage of life
mas daí kd advantage
#duckface


*

vou ligar meu teclado um pouco,
pq já liguei o woooookstation
#reaper

*





21.8.14

RECTANGOLO/VARIOS

i write about it because i want to think about it

what is the source of the empiric desire of sitting on a chair and breaking into getting the records, perhaps cheap ones, of a colunar line of reasoning through

i don't know, u tell me

não tem nada aqui que eu n queira ver. td q me acerca me faz crer q escrever é ser daí ter e viver, tudojunto miSTURado  rrrssssssssssssssssssss

getting shit described

meu apartamento é bem retangular. preciso de um texto retangular para retratá-lo em todo seu ar de apartamento retagular geométrificado
sem ter de apelar
pra um formato de texto
visualmente retangular
como se isso fosse demonstrante de um todo de restante de coisa que se falar pra linha chegar até lá.


minimalismo situacional
duas vozes e só,  é td q vc precisa
e mais quer (e + qr)
minimalismo musical
e textual
e poético
e verbal

tá um frio cortante que não planejei sentir. minha gata encanta-se com a rua
louca do catnip
sqn
<3 p="">(eu q to)

--
que loucura, meos amigos que sabem disso aqui, desse lugar agora alvo, outrora negro
meu blog sempre foi assunto de si mesmo, retroalimentar
numa época que nem se falava em feed ainda
exceto senão aqui no link laranja que poucos ousaram clicar
ele tá velho
and so am i
a única coisa que sei fazer aqui é trocar a cor do fundo
nem remover o layout (é esse o nome) eu sei
hahaha ):
esse era novo layout


--

me rendi um pouco pra coisas
uma delas foi listar

aqui  uma lista que, com propósitos amabilíssimos, chamei carinhosamente de rvb list

aliás que coisa dos deuses é o spotify, descobri isso, isso e chet faker


--

missão vegets antes de ir pro cemits: hoje comi brócolis, alface, cenoura e milho
semana passada comi uns brotinhos lá com cenoura hmmmmmmm DILIÇA
(q legal ne)

--

outra lista que vai rolar é a seguints, o nome dela assim, acho que vi uns films worths mentions

desde o começo do ano foram aproximadamente 15. HAHAHAHA
vou escolher 3 muito afudês pra vc ver se viu antes de n se pilhar

the great beauty booooooooooooooooom
the bling ring boooooooom boooooooom
glück LIMDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

--

 (yaaaaaaaay!!! :D))))): !!!!

8.7.14

afffffffff

houve uma época em que eu seria
um grande homem de que me orgulhasse
que agradaria àquele que olhasse
os golpes fortes e palavras justas
as gentilezas e as constantes lutas
as resistências a todo adverso
resumiria tudo num só verso
e ataria tudo num só nó

mas o verso desatou caetano
e fez-se poesia  noutro plano
indignou-se o homem que eu seria
me disse coisas que eu jamais diria
num golpe bravo feriu-me o rosto
cruzou os braços em franco desgosto
calou-se todo e transformou-se em pó

28.6.14

pior é que se pá existe um cosmos
existe um ente que se enxerga lido
uma vida que se vê vivida
um texto chato metendo em você.













agora eu tenho uma tv e adivinha o que ela faz
mostra o facebook babak





















engraçado que na hora de escrever é fonte de bloco de notas
na hora de publicar é todo um bibibi

tô revoltado hoje











vamos ver onde estamos
agora são meia noite e trinta e seis
tenho que sair da cama daqui 7 horas
nesse meio tempo tenho que preparar uma aula

embora agora eu só queira saber de tocar esse lindo emulador da korg sonho de criança aqui no meu querido tecladinho vermelho






então tchaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaau to quase de férias n sei se vou ter mas acaba logo semestre engraçado pq as pessoas q n trabalham com AULA n sabem o que é viver a angústia semestral pro resto da vida adquirida

26.6.14

maldição em lá menor

sim na minha vida só dois que me foram prediletos e o teto todo: o lá. a porra do lá tem praticamente o mesmo problema nos DOIS. inexplicável, aparentemente. o problema no caso é que no yamaha psr535 o lá falhava/respondia em sustain/funcionava quando queria agora no behringer umx490 ele tá tocando em sustain com o akoustic piano tipo uma maldição do lá menor COMO FAS

2.6.14

like a skin to wear

só chorei.
aos 7'30''

1.6.14

has

ha canções que vc ouve pela canção
ha canções que vc ouve pelo que a canção te lembra
ha drinks que vc bebe pela pessoa
ha drinks que vc bebe pelo que a pessoa lembra
ha drinks que vc bebe pelo drink
ha pessoas que vc ve pela pessoa
ha pessoas que vc ve pelo momento
ha pessoas que vc ve pelos dois
ha pessoas que vc ve pela pessoa
ha pessoas que vc encontra pelo momento
ha pessoas que vc ama pelos dois
e ha textos que vc escreve pq sim

21.5.14

eptc parte 1

ola

estou com dor no braço
mas descobri que o importante é ele estar repousando
no momento ele repousa na mesa e o único esforço é digitar
a idéia no caso sseria faze-lo relaxar afu
sem tc
mas foda-se
vai dar td certo
hoje, quando eu resolver apagar, prometo postar antes

era uma vez uma moça esperando o praia de belas no caso ao lado do praia de belas
daí fazia 45 min
dai´ela meio que resolveu ligar pra eptc
ela ligou e atenderam
eptc
ela falou oi, estou no praia de belas esperando o praia de belas e meio que faz 45 min queria saber que houve pq a copa e o transito e
n temos info de nada mas vou dar uma olhada
aí ela desligou. daí ela falou ué pessoal tem que ligar n tem bus kd

na parada, tinha pessoas q n precisavam no caso do praia de belas
uma falava no cel com uma pessoa por sms
''uma loca aqui acabou de ligar pra eptc e o bus dela veio, pq tu n liga tb''
''sera'' a outra em assunção
''s''

essa outra no caso em casa falou que tinha que ligar pra eptc qdo os bus n vinham e aí meio que geral começou do nada a ligar pra eptc e aí as pessoas na eptc começaram a ficar confusas.

na eptc, começarm as ligações numa manha como qualquer outra, no caso sem ligações.
aí tocou
atende pífio
atende tu
ng ia pegar até o junga tirar do gancho
eptc central, olhando pros outros
oi, estou no praia de belas esperando o praia de belas e meio que faz 45 min
ele olhou pro pífio
olhou pro caolho

meu braço começou a coçar brutalmente, sinto falta de alongamento, estou estralando para viver

ok moça vamos ver o que pode estar acontecendo a princípio n tem registro de nada mas vamos estar averiguando
à tarde, o telefone novamente. pífio erra a cor dum naipe na paciência, a porra da espada ser tipo um coração, atende o telefone ja meio puto
alo eptc boa tarde informação
alo, to aqui em assunção tá tenso meio era pra ter onibus na tabela diz vc sabe se ta tudo bem, se o tabela atualizadinha
ahm tá pera um minuto oo caoolho, o silva ja foi
ja foi ja
é moça o onibus ta no trajeto
mas é que faz mais de uma hora

pelas 11 da noite, a febre de ligar pra eptc ja havia tomado conta da cidade.
em casa, caolho escovava os dentes analisando a barriga, e no celular eptc
puta
a mulher do outro quarto no que ouviu o toque ja chamou
beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem
ja vo benzinho
atendeu. uma barulheira
olha so caolho desde que horas tao ligando pra ca solicitando bus
desde de manha isso ai
cedo
é, de manha
bah mas n tem mais sossego aqui
benzinhooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
bom n sei, tem que ver com o pessoal la do site la n sei
o pessoal do site
é n sei
a mulher no quarto se olhava e se ria quando ele veio

no dia seguinte, os onibus uma confusão. alguns motoristas estavam ranzinzas. queixavam-se de terem dormido pouco, terem problemas com a mulher, os bicho a teve o dinheiro a eptc a merda toda, que foram acordados em algum momento da noite ou sonharam que a eptc ligava pra saber por que diabos todo mundo estava ligando pra eptc
o caolho e o pífio ja tinham desenvolvido algumas respostas prontas pra dar aos passageiros, que agora ligavam com regularidade, solicitando polidamente os serviços que, conforme presumia-se, a cidade oferecia em troca dos caros impostos que a população vinha pagando para viver ali.
em tempo livre, os dois divertiam-se fantasiando os corpos avantajados das vozes femininas. em segredo, buscavam-se identificar nas vozes masculinas através dos mais valorosos princípios acreditarem terem herdado de seus pais.
"a madame estaria em qual parada exatamente
na do parcão
a que sai pela goethe ou a da 24
a da 24
ali a madame n se preocupe que ja está em curso
ah muito obrigada
a madame pode esperar que no max 10 minutinhos
desligavam se rindo os dois infelizes

é fato que os horários permaneciam normais como vinham sendo ao longo dos últimos tempos,com eventuais atrasos aqui e acolá. o trato porém entre os funcionários e os passageiros parecia francamente alterado. travam-se cordialmente, raros serenos sorrisos, e um leve burburinho sobre a mudança nos ares do transporte publico. é fato portanto que os 10 minutinhos calculados por caolho eram nada mais do que uma estimativa sobre o óbvio em caso de qualquer eventual problema. o que se falava nem era de qualquer aparente mudança no ritmo do transporte em si
no turno do dia, caolho e pífio se gaiteavam rindo das vozes, mas atendiam as diligências com qualquer nível de interesse no que estivesse sendo solicitado. eles se viam, afinal, como que precisando daquele bus tb.
os passageiros continuavam, dentro de uma praxis de transporte público, completamente emudecidos. porém, em seus ambientes privados, comentavam sobre a ligação que haviam feito, e como haviam sido bem atendidos por pessoas solícitas e disponíveis, informadas da situação e
essas pessoas no caso sendo o pífio e o caolho
era como se dois nichos completamente opostos houvessem tomado alguma consciência prática da presença uns dos outros
como se tivessem começado a se importar


 no próximo episódio
caolho se indigna pq tem mto trampo
pífio se apaixona por uma voz
a jornada de trabalho é reduzida de 6 pra 8 horas













18.5.14

sebastian salty

sabe o que vc faz qdo vc organiza uma gravação e começa ensaios com amigos e revê as canções e se empolga pq finalmente?
vc cai da cadeira giratória e fica de braço enfaixado
n devia nem estar digitando, mas tudo bem

finalmente vi a expo do sebastian salty na capital que está a um mês de alcançar o padrão fifa
a máxima, se vc n vai até a expo, ela vai ate vc
vi ali na ufrgs, na faced, e fiquei absolutamente WUT
as vzs vc fala e pensa tanto em arte e ai aparecem obras que te deixam simplesmente calado.

fotografei algumas que achei mto afudê
vou postar aqui pra esse post valer a pena

foto na cara dos leões fofinhos
na cara do artista índio tribal de um lugar isolado


deu. é domingo, está frio, o dia foi lindo e vou atrás de uma nega maluca pra comer com nescau 
pra depois ler o curso de limguística geral 
e usar tipóia
hahaha ):



11.5.14

testando um dois

nooooow tha news, a cor por aqui até mudou de acordo com a natureza dos eventos, junho será o mês mais massa dos meus 26 anos sem precedentes

7.5.14

tons to do

depois do banho lavar a louça #chateado aprender a desinstalar minhas frustradas tentativas de jogar south park e saint seita online (no fim n joguei nenhum dos dois e FODA-SE MUITO ODEIO JOGOS JOGADORES E COMERCIALIZAÇÃO DE COISAS LEGAIS DA TV) #recalque #noob passar umas canções pra mp3 pro baterista ouvir #ep #agoravai gravar umas mil demos que tão bizarramente reunidas no meu cel e no meu computador maravilhoso #selfslavery fazer pizzas de pão círio #fome sobre a season finale de californication: n tô gostando, mas n queria que acabasse #californication #hashtagsinúteis

25.4.14

antes que eu me esqueça

furor

e esses rumores do retorno do oasis, que me faiscaram um desejo de que de fato voltassem? eu gosto do oasis assim:

1) be here now
2) what's the story morning glory
3) the masterplan
3) familiar to millions

quanto ao dig whatever, truth something e mesmo o primeirão, nem tô nem nunca tive (exceto lyla, boa canção)

mas o engraçado é ouvir don't look back in anger na esperança de que ela seja capaz de purgar as algúrias de nossos para sempre machucados corações.

mas ela é, na real. cheguei a suspirar alta e esbaforidamente.

mas eles não vão voltar, pelo menos por enquanto. diz que o liam só tuitou aquilo pra avisar que tava indo pra expo oasis lá (que aliás, wtf?).

quem tá se ensaiando pra voltar são os libertines, e eu estou muito feliz, pois depois de perder o barat em porto alegre, seria genial vê-lo com o pete doherty, acabaria com a minha episódica frustração.

de como não fui no show do carl barat:

o show era tipo, supondo, 17 de abril (de dois mil e quinhentos anos atrás) e eu pedi um vip pra 17 de fevereiro. e consegui, hahahaha. daí quando me dei conta do erro (no não-dia do show), eu avisei os vipeiros que viajei e eles até me perdoaram, mas fiquei com vergonha de pedir na data certa e não tive grana pro ingresso e assim termina mais uma desventura que se assoma a grave digger, nile, cornor oberst e alguns outros que perdi ou para a total mongolisse, ou para a pobreza crônica.

coisa triste esse sol, esse inverno e essa maravilha de cidade em conjunção comigo.

boooooooooom

explosão de tristeza acumulada faltou aprender a achar legal, gostar, aproveitar, relaxar, curtir, achar bonito, achar bacana, pensar positivo, ser paciente, aprender com os erros, aproveitar o tempo, investir no que se gosta, aprimorar o que se precisa, viver com o que se quer, desapegar do que não se quer, assumir o que carece, sei lá, um monte de coisa só tristeza ontem hj sempre aleluia

15.4.14

diferentemente

aqui uma boa descoberta, via inthecrystallake.com

e aqui um disco absolutamente perfeito pra se ouvir sozinho tempos de frio e de mais do mesmo, só que diferentemente

26.3.14

eu n sou de otiimismo

mas sério, tem algo mto afudê acontecendo na minha vida

14.3.14

bah

tem dia que n dá

13.3.14

quase

chegar em casa e n comer
distrair-se de si msm
perder tempo c nd
td p n pensar mais

estou quase lá

lifes killing me

quase lá

5.3.14

great expectations

perde-se totalmente o controle quando deixamos de nos importar demais afim de que exageros enganosos sejam cometidos. a técnica de minimização do problema através da suprarrelativização é pura demagogia para o espírito. o mundo muda, a dor permanece, o homem perece e morre, como sempre fez e fará. tudo o que você já sentiu na vida sempre vai te acompanhar. tudo o que você já experienciou sempre vai voltar, possivelmente pior. é sobre este chão que lapidamos nossa experiência por aqui. tudo de ruim que já vivemos é o nosso paradigma, mas como o bom observador afeta o desempenho do objeto observado, heisenberg tb pode ser aplicado às nossas expectativas de tempos vindouros. assim, seu trauma é também seu ponto de partida, seu novo padrão, e sua expectativa, por melhor que seja, projeta-se contra ele ou, no mínimo, a partir dele.
com isso tudo em mente, fadamos a um niilismo tímido, porém desenfreado. descremos de tudo para nos prepararmos pra uma vida vale-tudo em que nada deverá ser capaz de nos impressionar; botamos a expectativa em metas plausíveis, quando essas na verdade deveriam consistir nos objetivos, nas etapas protocolares, e não nos sonhos. deixamos pra sonhar o impossível apenas quando dormimos, momento em que - ironicamente apenas no plano inconsciente - podemos realmente nos despir da máscara da civilidade. ali sim, nos revelamos assustadoramente pra nós mesmos, e somos, de boníssima vontade, quem vezenquando até mesmo fingimos temer sermos. mas no mundo da bike fixa e do veganismo ultra-tatuado, pelo menos ali nos aceitamos hipócritas que somos.
meu ouvido dói e minha casa fede.

11.2.14

russia rapidinho

eu curto mto a rússia
língua difícil ao extremo
império extremamente expansivo
variação cultural extrema
governo de medidas extremas
gente extrema
frio extremo

em muitos aspectos, porém, acho a rússia e o brasil países quases irmãos

mesmos fonemas
baís grandão
variação cultural afu
governo sem noção
gente louca em vários níveis
calor extremo

tá rolando as olimípadas de inverno de sochi, que é um evento lindo, tal qual as olimpíadas normais, que rolarão aqui em 2016.

como o brasil, a rússia é um país extremamente corrupto.
como o brasil, os governantes russos estão mais preocupados em mostrar para o mundo um país rico em exoticismo em suficiente nível para encobrir as violações dos parâmetros regulamentares do bom senso.
eles abusam do mote da distante cultura eslava para conduzirem o país de uma maneira que beira o absurdo.

é irônico eu alimentar tamanho interesse pela rússia, já que morro de medo de ir pra lá e ser preso, espancado ou roubado.

fatos sobre a rússia:
antes de ser república, os czares eram extremamente violentos e de todo irresponsáveis. era um verdadeiro cada um por si, uma terra sem lei em nível civil, um cada um por si alucinante na ruralidade, desde que n afetasse os propósitos pessoais do czar. o czar tb podia decidir ter novos propósitos do nada e resolver matar em nome deles.

uma punição muito comum na russia era mandar pra sibéria.

quando o stalin assumiu o governo soviético, ele mandou todo mundo (tipo todo mundo) pro meio do mato pra trabalhar no desenvolvimento da rússia. essas pessoas eram escravizadas e deviam trabalhar na construção de estradas, dutos e tal afim de modernizar o país que fora esquecido pelo tempo. elas trabalhavam uma média de 16 horas por dia sem ganhar dinheiro. elas ganhavam pedaços de pão e água suficiente para horas que deveria ser racionada por dias. muitos morriam de fome, especialmente os velhos, os fracos, mulheres e crianças, pessoas que n tinham força pra trabalhar nas obras.
mas ele aliviava: dizia que se passasse dos -40ºC o pessoal n precisava trabalhar.
-39ºC, n via pq n.

na segunda guerra, eu acho, a russia entrou na tchecoslováquia, muito possivelmente sob comando do terceiro reich. lá rola aquelas construções com gárgulas nos telhados, onde os atiradores se escondiam para receber o exército inimigo. quando a tchecoslováquia viu que a rússia se aproximava, eles se posicionaram atrás das estatuetas e esperaram a investida. a rússia entrou com tudo, e os tchecos saíram de trás das esculturas bestiais atirando em quem tivesse a vista. eles n tinham como prever que a infantaria russa era constituída basicamente de mulheres e crianças, utilizadas como alvo falso (só que de verdade) para que os tchecos gastassem sua munição.

na russia rolou uma epidemia de krokodil 2-3anos atrás, uma droga caseira feita de fármacos com gasolina que, graças ao seu baixo custo, substituíra a heroína no país. a injeção da droga gera efeitos terríveis, como a destruição dos tecidos da pele, que vem a tomar ares da de um crocodilo. além disso, a má aplicação da droga faz com que nacos de carne tenham suas células destruídas, apodrecendo e caindo do corpo nas proximidades da região aplicada, levando a amputações, digamos, naturalmente forçadas.

e por fim, gays estão sendo severamente espancados e humilhados, além de filmados e expostos na internet, pq são gays.

então assim, na rússia tá foda








7.2.14

45 graus aqui e 11 em sochi

só queria dizer que teve um momento
que o termometro dos carros
apontava 45 graus centígrados celsius
eu acho importante
num futuro
as pessoas saberem que foi foda sabe
2014
verão
porto alegre
jogos olímpicos de inverno
na rússia

---

uma rapidinha agora
hoje abriram os jogos olímpicos de inverno na rússia
uma cerimonia que foi linda do início ao fim, passando pelo meio que n vi
vi, sim, a sharapova levando a tocha
e outras coisas mais
foi um universo nível BATALHA GALÁTICA recriado
onde o 'coliseu' se transformou em pura estrela e constelação
enquanto a sportv só ressaltava as falhas, 2 ou 3
a rússia mostrou que em arte e performance n deve nada a ninguém
mto menos a um ocidente troxao em que cada indivíduo é metido a enciclopédia barsa
eu achei divinal, e foi mesmo
muito fogo, um domínio genuíno do espaço
muita luz, muito ensaio, muita cor
música muitíssimo séria
e principalmente
RUSSA



e como a rússia arranjou dinheiro pra fazer a mais cara de todas as olimpíadas da história?
da mesma maneira que o brasil:
desalojando gente
usando verba pública
limpando a cidade pros turistas não verem
e saírem de lá com uma impressão inesquecível
de um país apenas admirado em contextos muito específicos
mas dificilmente aliados à vida prática e cotidiana do nosso dia-dia



a vice postou um vídeo desmantelando a exaltação cultural e ostentação material do espetáculo da tarde de hoje, e sério, é a mesmíssima história do brasil, só que na neve

5.2.14

tricks

é, n dá pra cair nos tricks da vida mermo
e se tornar o que se odeia
por descuido e desatino
q n ha nada pior
que chorar por um destino
que se vale até o fim.

eu n sei,

essa semana morreu o philip seymour hoffman
e eu mal me lembrava de um dos personagens mais marcantes do possivelmente meu filme mais favorito de todos os tempos.

na semana em que o facebook descobriu que fazer listas pode afinal ser entretenimento, morre o cara do meu filme favorito.
hesitei entao em postar lá.
n é uma película a ser apreciada em meio ao frênezi da rede social
vou postá-lo aqui, que é escuro como a si








felicidade, todd solonz genio do cinema disturbingly ackward de constrangimento 


esse filme é realmente um filme ruim - como cabe ser a um filme pleno de reconstruir o nosso próprio mal-caratismo

eu amo esse filme porque ele atinge a todos

os que gostam e os que não

ninguém é poupado

RIP
n tá fácil pra ng

3.2.14

então está tudo bem

ontem o buzzfeed me perguntou qual era minha rede social favorita.
tinha o wordpress, mas n tinha o blogger.
o wordpress era o mais próximo do blogger.
mas n era o blogger.
mas eu gosto do blogger.
eu abro o blogger ponto com
clico num botão laranja com um lápis
e começo a escrever

***

hoje é a domingueira de uma semana razoável
tivemos, eu e mais 3, um ensaio acima da expectativa
independente de qual seja a expectativa, já é alguma coisa
sempre podia ser pior
um baixo, uma guita violeira, um piano de mentira, um ovinho ou uma meia lua e duas vozes que hoje se multiplicaram por quatro
foi bom, deu pra gritar e soltar bem as voz e os dedo e os braço
ainda mais pra um segundo ensaio
o cover de royals tá muito divertido e hoje descobri apps que são synthpads
daí eu quase enlouqueci

***

o que mais
essa semana foi longa em termos fílmicos

ex drummer

a única coisa que me disseram é que esse filme tinha temá ti cagay
daí que de fato aparece uns viados, mas nada a ver, nem entendi qual é bem o enfoque desse filme
mas sabe,
daí eu vi um pôster que ele foi indicado a um lance tipo cannes, se pá cannes, sei lá
é um filme tri dum país escandinavo
é sobre 3 caras que ultra drogados meio doentes que ocasionalmente se pegam ou ao menos n se importam de comerem-se uns aos outros pra variar que resolvem montar uma banda chamada de feminists com um baterista profissional, ou ex baterista
n se preocupe quem se interessou, apesar de eu ter resumido boa parte do que acontece no filme (ou seja, é pouco), ainda tem o que ser visto. na verdade, um show de bizarrices. algumas um pouco estranhas, razoavelmente desconfortável mas certamente polêmico (que as pessoas ainda se impressionam com tudo o que vêem).
eu n achei nada demais em termos de ganhar premios.
ele me lembrou algumas coisas que eu vi que eu acho comparável em termos de status sócioalguma coisa, e compatíveis tecnicamente
tipo por exemplo slovenka
a mina é gata, vai pra capital, precisa de grana, tira umas foto, começa a 'dar merda' e ela vira puta e o filme choca mais por ser da eslovênia do que pelo que retrata
tipo melancolia, que só chamou a atenção pq é do lars von trier
se fosse de qualquer outro ng falaria nada
slovenka, se fosse americano ou inglês, do jeito que está provavelmente seria uma espécie de blockbuster cult, embora, se tivesse existido, provavelmente tivesse sido gravado no meio dos anos 90 e fosse mto menos beleza leste-europeia, que no fim das contas é só o que vale nesse aí
tem tb aquele que o fassbender passa pelado 3 vezes na frente da câmera
esses filmes só parecem bom pq parece que usam uns filtros de instagram
o cara tem vergonha de ser pervertido mas n consegue controlar?
sai daí, representações preguiçosas que só ganham indicações pelo budget, e n pela idéia
passei mto tempo sem ver filme porque o cinema virou um festival de filme limpinho sobre coisas feias
ah pfv

cbgb

daí eu lendo o kill me please resolvi ver qualera desse cbgb
é uma mistura de
control, pq tem pessoas fingindo que são bandas, de modo que como docs se vale sim pq didático daí
aquelas coisas meio humor kickass
n sei, fico meio assim pq rola umas sequencias que emolduram as cenas em quadrinhos de histórias em quadrinhos
tipo É QUE O MENINO Q ESCREVE O ZINE PUNK DAÍ COMO SE ELE TIVESSE ESCREVENDO O FILME EM QUADRINHOS QUE É A HISTORIA DO PUNK NISSA
mas bom, recomendo pra quem gosta do assunto, ué
vale muito pela mina que faz a mina do blondie
com quem eu aliás vi na tv um especial esses dias
n a atriz
a banda
e legal pq daí parece que eu to passando por um momento super overdose de cbgb na vida
ela n canta mais nada e beira ao insuportável
mas os dopôs s legal
ainda vi as últimas horas de sid vicious na tv
é tipo um discovery ID de investigação do suicídio do sid vicious
daí tb é bem cbgb
achei meio ããããrf o batera do foo fighters de iggy pop
n sei,
eu gosto desses caras e dessas histórias e tudo
mas achei o filme
no mínimo
jovem
mas n duma maneira como gostar de punk tb o é

resevoir dogs

vi no cinema da ufrgs
fazia 10 anos desde que eu vi a primeira vez
depois disso nunca mais
acho um bom filme
acho que quem n gosta tem inveja da simplicidade daquele roteiro e o ganho que ele tem naquela projeção


Maimil (the chimp)
bom
esse é do quirzguistão
acho que é assim que fala
lá eles falam chinês e russo
no filme russo
é um filme muito louco sobre crescer
é bem limitado, n sei se no roteiro ou na realização
mas é orientalmente poético
o que é bom pq daí n preciso descrever
n que eu precise descrever algo
enfim
o quirzguistão fica perto do azerbaijão eu acho
é um dos últimos países que terminam com ão a oeste da china, na parte baixa, quase na mongólia
terra de gengis
enfim
legal legal
sdds
guirzguistão
grzgrzgstão

seven - sete pecados capitais

falando em precisar
daí eu vi seven ontem
e achei muito afudê o apanhado de livros que falam sobre os 7 pecados
daí eu vou escrever aqui pra nunca esquecer sem precisar rever o filme
que aliás é muito bom
e que eu veria pelo menos mais uma vez

a divina comédia
morte em veneza
canterbury tales

legal, legal
legal os tetos literários
legal

tava afim dum mestrado fora, em teoria, e de um emprego novo, dando aula
se alguém souber de algo em poa dá o toqs
adieu

***

sério
bem boa a semana
terminei escrevendo ela toda

flw

29.1.14

nossa siora

achei tanto texto nesse computador que comecei a perguntar pruns amigos se são meus e não deles.
que loucura, vontade de postar tudo e nenhum

12.1.14

desacordar

vamos lá

há luzes de natal, uma fileira de garrafas e um tanto de cinzas em todo lugar. não há mais amarras brutas, só lapidação. terminei meu trabalho, que é meu e por enquanto é tudo que eu tenho pra chamar de meu.
isso e a pandora.
o que eu quero?
no caso eu preciso querer algo, de modo que o erro já começa antes.
primeiro hoje. depois a semana. depois o mês. depois o semestre. depois o ano.
na prática eu quero: ir a lugares que n sabia que existiam, comer comidas que eu n sabia que podia, falar palavras que eu n sabia que existiam, condições climáticas diferentes das minhas, gente diferente das minhas, lugares diferentes dos meus.
sounds like a
é preciso seriedade.
a rigor, estou faltando com o respeito devido.

meu trabalho teve uma repercussão inesperada.
minha banca foi formada por duas professoras da ufrgs.
na minha modesta opinião, ambas são geniais, cada uma a seu modo.
a faz leituras objetivas dos livros. encaixa personagens em rede e os submete a um contexto único, capaz de propiciar a narrativa chave que vem a possibilitar uma reinterpretação dos eventos empíricos, do nosso nível de experiência. ela se recusa a usar a palavra real (which reality? perguntou, e rimos juntos em acordo). ela disse que fui mordido pelo bichinho da metaficção, e que quando isso acontece não tem mais volta. ela acha que, se eu optar por pós, devo seguir nesse assunto porque consigo ser bastante didático na visualização dos diferentes níveis, e da maneira como eles se interpolam). b é respeitável. suas aulas são devaneios performáticos completos (e creio que ela odiaria ouvir isso, pois de fato a faz parecer uma atriz sem noção, ou pior, uma louca esquizofrênica). ela traz o livro pra dentro da sala de aula, a ambientação, os personagens, a linguagem, o tempo, o contexto histórico do tempo, as consequências dentro da ficção em decorrência do tempo. é a mestra do close reading, que muito usei no meu trabalho (umas 40 pg pelo menos. ela achou minha leitura muito madura, e que busquei um assunto muito complexo pra graduação, mas consegui me movimentar dentro dele sem grandes encalços).  fiquei extremamente lisonjeado de ser apreciado por ambas. eu tive a sorte de ter aula com as duas, e outras duas pessoas que foram fundamentais na minha capacidade e no meu interesse em ler um livro.

só que eu escrevi com muita informalidade, e isso é o que eu preciso corrigir.
ainda não sei como fazer isso, já que achei que a maneira que escrevi foi o melhor que eu podia fazer.
terei de refrasear afu.
se eu quero meu diploma, deveria estar mais preocupado com isso.

***

abdiquei da formatura.
hoje vou em uma.

achei muito dinheiro pra não ser gasto em coisas que eu n sabia que existiam, pessoas que eu n sabia que podiam ser como são, cores que n tem onde costumo olhar.

daí gabinetarei.
ainda n ajeitei isso tb.
se eu quero encerrar de vez meu vínculo com minha graduação, deveria estar mais preocupado com isso.

***

eventualmente devo voltar a dar aulas.
se quero continuar comendo e dormindo onde moro, deveria estar mais preocupado com isso.

***

contudo, finalmente cheguei aonde eu queria chegar, e sinceramente isso me faz esquecer o resto.

1. someone I love (will die) (2009)
2. had I known (2010)
3. odd path (2009)
4. brick heart (2009)
5. lazy heart (2011)
6. too late (2011)
7. ontem (2012)
8. ashes (2012)
9. don't be sad (2013)
10. all I wanted (2013)
11. bonus: love song (2008)

e teve mais um repe por aqui em algum lugar

esse é meu disco. eu canto, toco e escrevo todas as faixas. ele ainda não tem nome.
algumas dessas canções estão sendo ensaiadas por dois grupos diferentes.
metade delas começou a ser ensaiada para apresentação.

tem algumas demos na internet. a 3, a 7, a 8, e a 9 podem ser ouvidas nos links da lista.
coloquei pra facilitar o envio pra outros músicos e curiosos em geral.
essas músicas, da lista, são todas minhas, e pretendo formalizá-las ainda esse ano.
basicamente, esse é o meu projeto: gravar esse disco.
depois ele vai precisar de uma capa e de um site. e aí esse blog pode mudar um pouco.

esperei me formar. até então não havia tempo hábil.
agora não tem desculpa.

estou com um teclado midi, um computador com mil plugins, dois violões, uma guitarra e uma voz, que sou eu mesmo.

estou com um guitarrista que escreve e canta. ensaiamos duas ou três de suas músicas. ele tem um microfone, uma guitarra linda e maravilhosa, uma placa pra gravação de guita.

estou com uma vocalista que ensaia comigo há anos. ensaiamos uma música sua.

estou com um violonista que escreve muito bem. não consigo tocar nenhuma música dele.

estou com um baixista que curte produção e está se metendo com midis e vsts. tocamos mais de um ano na this is it, tocando covers de strokes, que eu nunca achei genial, por anos a fio.

em mente, um violinista e uma violoncelista.

o grande passo será dado em algum momento dessa semana, quando eu decidir comprar uma placa de som pra mim.

a princípio, farei tudo na minha casa. gravarei tudo o que precisar, e se os outros músicos quiserem gravar as suas respectivas partes, tanto melhor.

a princípio, essa meta fácil é a única coisa que eu quero que aconteça no meu dois mil e catorze.

o resto é trova.

***

os planos de sair viajando loucamente: plano a e b estão sendo investigados; c está em hiato indeterminado. Existe um d, mas eu nada sei a seu respeito. salvo o acaso, tudo isso será melhor avaliado por maio. até lá, a idéia segurar algum dinheiro.
mas confesso que isso está impossível.

***

eu ainda tenho uma formatura pra ir hoje.
continuo levando eras pra escrever pouquícssimo.

***

a música que mais ouvi hoje. umas 10 vezes.

mais drums

muito talento pra não ficar em casa quando sinto que devo
ontem eu fui comprar discos com um amigo.
depois casa dele. canhoto cavaquinista e seu bamba, música de terreiro da bahia e daqui, repentistas velhas e desbocadas, um ao vivo do helloween. haha
daí me direcionava pra casa de outro amigo, pra pegar uma placa de som.
no caminho, me ligam pra substituir OUTRO baterista (dessa vez n vi morrer)
topei. toquei funk-soul, rock-funk, soul-rock, se pá fusion. nunca tinha tocado nada disso. é muito bom pra improvisar.
hoje tem uma formatura no orfanatrófio, cujo nome quis descobrir do que se trata.
taí a chance. é a mesma coisa que orfanato. BORING

acho que só vou pra janta, malz



11.1.14

lovely

alls just fucckin lovely
aaaaahm
sophie and the dragon i mean, fuckin lovely

hj eu receby meu prymeiro melhor amigo na minha caza pela segunda vez em 1 ano
genial
foi a prymeira ves que meu apartamento concebeu pizzas completamente vegetarianas
nem gosto de escrever a respeito
medo de estragar
porém estou bêbado e valeu muito a pena
true love never dies
em nenhuma das partes
e isso que ficamos 2004-2012 sem contato
é pouco? pessoas devem muito aprendizado ao tempo, que ensina tudo que sabemos sobre tudo

ja contei a história do motoca que pensei que tinha morrido
então tá de boassa
toquei no lugar dele ontem

o set list
paralamos - eu quis dizer vc n quiis me escutar
jets - pan pananananaa
blietzkrieg biop - ng sabia que tinha um B na música
smells - foda
bom joevm-  its my life pq?
enjeinheiros - banda do refrigerane

na hora - foo fighters - tananananaaan learn to fly?
e outras pioresss

eu nunca tinha tocado com a rapaziada, mas se pá era o único que sabia as canções do começo ao fim
eehehhehehehehehheheheheehhe :/

hj recebi meu primero mejor amygo
porém 2004 - 3012 n vale a pena
mta coisa acontece né
na vida

inclusive se arrepender

9.1.14

hoje

qdo cheguei em casa tava só por postar mas n deu pq mão
meu dia foi mto mto mto legal
teve 82 horas!
teve cavalos, polícia, erva, orla de rio/lago com pedras colocadas pela mão do homem, mendigo, música ao ar livre, pó, passeio de carro noturno, café preto, suco de laranja, pampa burger 360g de carne + chimi churri, salada de repolho roxo com cenouras ao molho de beringela com cebola tudo com cheiro de carne, acidente de trânsito, panino, livros, hardware, sol, ônibus, tudo

quando a gente tava indo pegar cigarro no posto da joão pessoa com a venâncio, atravessamos no verde.
n vi que tava verde pros carros. tinha um taxi parado na faixa, pensei que era pq tava vermelho pra ele.
me dei conta no meio da faixa, e me desculpei com o segundo taxista, que aguardava nossa travessia. ele relevou.
4 segundos depois, no que pisamos na calçada, o estrondo, estilhaços reverberando, uma queda ao chão, um capacete preto que veio rolando até os nossos pés.
'o cara morreu', pq só podia ter morrido. n mexia um dedo.
'ta vivo', eu duvidava que estivesse.
a record chegou mais rápido que a samu, o hps a 3 quadras dali, uma linha reta do hospital até o acidente (lê-se venâncio aires).
a guria que bateu, gatíssima, tesa, esquia, como que aparentando uma frieza e uma segurança impossíveis.
'eu vou no meu carro pegar minha carteira e vcs falam pra ele o que viram'. 20 reais, isso é dinheiro que se apresente pra convencer um mendigo a dar depoimento pra polícia?
ela passou no vermelho pra ela. o motoqueiro avançou sobre o carro dela porque tava verde pra ele.
sabemos disso porque estava verde quando atravessamos - a mesma avenida de onde vinha o motoqueiro, sentido oposto. se tava verde na joao pessoa, que atravessamos e pela qual seguia o motoca, é porque tava vermelho pra mina. trouxona. mas me admirei da frieza dela.

pensei mesmo que ele tivesse morrido, minha noite quase desmoronou (mas a zuera...)
quando finalmente acordei, agora a pouco, 12 horas depois, me chamaram no chat do face
'pode tocar hoje de noite? nosso batera se acidentou e n vai poder tocar'.
'onde'
'cidade baixa'
'o acidente'
'cidade baixa'
'venancio com jp?'
'exato'
'eu tava lá, duas e pouco'
'logo depois do nosso ensaio'
'caralho, como ele tá?'
'n lembra de mta coisa, mas tá com o torax detonado'
'que bom que ele tá vivo, qual o setlist'?

daqui a pouco daí vou fazer a mão pro batera acidentado e sua banda

3.1.14

a vida imita skins

e esse é o resumo do trágico desfecho do meu aniversário.
estou sem palavras.